História

por Interlegis — última modificação 13/05/2019 09h37

Altamira é um município brasileiro do Estado do Pará, localizado na região fisiográfica do vale do Xingu, pertencente a Mesorregião do Sudoeste paraense. Criado em 06 de novembro de 1911, de acordo com a Lei Estadual nº 1.234, quando foi emancipado do município de Souzel. Totalizando uma área de 159 533,328 Km² o que o torna o maior município do Brasil e o terceiro maior do mundo em extensão territorial. Segundo o IBGE com sua população estimada em 2018 que era de 113.195 habitantes.

Altamira se encontra a margem esquerda do Rio Xingu, pouco acima da grande volta do rio, entre os igarapés Ambé e Panelas, cortados pelo igarapé Altamira, local privilegiado por convergir os altos rios das rodovias Transamazônica e Ernesto Acioly, tornando-se um local irradiante como ponto turístico deste município.

SOBRE O MUNICÍPIO

  Altamira do Pará.

Gentílico: Altamirense

Histórico

O resgate da história do município de Altamira, deu-se através de entrevistas com moradores antigos, fotografias e graças ao aguçado olhar do professor e historiador Ubirajara Marques Umbuzeiro, ao qual prestamos nossas homenagens póstumas, nos permite dar um passeio nessa história.

Por volta de 1750 as antigas missões jesuíticas já habitavam a região do Xingu, resultando mais tarde na vila de Altamira. O primeiro registro de sua existência, consta de 14 de abril de 1874, que cria o município de Souzel, onde Altamira fazia parte, mas em razão da grande extensão física e necessidades administrativas, em 06 de novembro de 1911 cria-se o município de Altamira.

Sua origem oficial esteve diretamente ligada a colonização das missões Jesuítas na primeira metade do século XVIII e à extração de borracha que perdurou até a metade do século XX. Na agricultura se destacam arroz, cacau, feijão, milho e pimenta do reino. A extração de borracha, castanha-do-Pará e a pecuária, são as principais atividades econômicas do município.

Por volta de 1970, ocorreu a redescoberta da Amazônia com a construção da Rodovia Transamazônica (BR – 230), implantada no município o marco zero, pelo então presidente Emílio Garrastazu Médici, iniciando a partir daí um intenso período de exploração da floresta amazônica, com assentamento de colonos e abertura de estradas.

BELO MONTE:

Desde 1988 já se esperava pelo início da construção da Hidrelétrica Kararaô, hoje Belo Monte, onde ficaria localizada na grande volta do Rio Xingu. Finalmente em 2010 foi liberada a licença de instalação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. A partir daí um novo cenário se instaura na estrutura urbano-regional com significativo aumento da população. Agregando-se também ao município novas atividades comerciais e serviços.

Com o empreendimento Hidrelétrico, o município de Altamira passa por um processo de redefinição urbana com a requalificação de áreas localizadas as margens dos igarapés, com criação de novos loteamentos para o reassentamento urbano e alterações estruturais importantes.

ORIGEM DO LEGISLATIVO MUNICIPAL

As Câmaras Municipais do Brasil tem origem nas tradicionais câmaras municipais portuguesas existentes desde a idade média.

Historicamente, a organização do Poder Legislativo em nosso país surgiu em 1532, quando Martim Afonso de Sousa instalou a primeira câmara brasileira, a de São Vicente, que passou a exercer os três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). 

A primeira constituição, do Império, ocorreu por volta de 1824, e já previa a existência e atuação dos vereadores.

Com a revolução de 1930, que conduziu Getúlio Vargas ao Poder, as câmaras foram fechadas e reabrindo somente quinze anos mais tarde, com a queda de Getúlio Vargas, o país buscou reforço à representatividade popular e, preparou-se para a redemocratização. Em 1947 foram realizadas eleições municipais em todo o país, para o Legislativo e o Executivo, sendo empossados os eleitos em 1º de janeiro de 1948.

Conforme o legado de pesquisadores, por volta de 1940 a Câmara Municipal de Altamira surge na história e os vereadores eram conhecidos como vogais. Geralmente eram seringalistas ou pertencentes aos patrões ou coronéis, pois constituíam a sociedade local.

Muitos desses desbravadores do Xingu se destacam como vogais, entre eles Raimundo de Paula Marques, Antônio Coelho da Silva, Joaquim Avelino de Barros, Carlos Leocárpio Soares, Otaviano de Souza Almeida, Raimundo Rodrigues de Almeida, Ernesto Pereira Campos, Elias Gomes Pedrosa, Otaviano Santos Modesto Silva, entre outros.

Por volta de 1945 inicia a normalização democrática e com a extinção do Conselho Municipal, a Câmara Municipal de Vereadores, passa a funcionar com normalidade. A história do Poder Legislativo de Altamira no período de 1947 e 1976, consta, portanto, dos seguintes nomes dos Vereadores: Edson Almeida, Pompeu Ribeiro, José Guimarino Guimarães, Minervina Uchôa de Vasconcelos, Raimundo Pinto de Mesquita, Anselmo Borges, José Viterbino, Euclides Soares da Silva, Abraham e Salomão Jacob Fima, Júlio Almeida, Luiz Né da Silva, Fernando e Vicente Monteiro da Silva, João Carlos Soares e Raimundo Alves da Costa.

VEREADORES QUE OCUPARAM O CARGO DE PRESIDENTE NA CÂMARA MUNICIPAL DE ALTAMIRA NO PERÍODO DE 1946 A 2020.

Senhor Pompeu Ribeiro - Período de 1946 a 1947

Senhor Dário Pereira   -  Período de 1948 a 1950

Senhor Júlio Almeida -  Período de 1951 a 1953

Senhor Guimarino Guimarães - Período de 1954 a 1956

Senhor Luiz Né -  Período de 1957 a 1958

Senhor Severino Lourenço - Período de   1958 a 1960

Senhor Raimundo Anselmo - Período de   1961 a 1962

Senhor Ubirajara Umbuzeiro - Período de 1963 a l963

Senhor João Batista - Período de 1967 a 1970

Senhor Coriolano Dias de Souza - Período de 1971 a 1972

Senhor Salomão Fima - Período de 1973 a 1974

Senhor João Delfino Pereira - Período de   1977 a 1978 e 1981 a 1982

Senhor Cláudio Nascimento e Silva - Período de 1979 a 1980 e 1993 a 1994

Senhor Cícero Maia -  Período de 1983 a 1984 e 1987 a 1988

Senhor José Mendes -  Período de 1985 a 1986

Senhor Antônio Brito -  Período de 1989 a 1990

Senhor Hercílio Pinto -  Período de 1991 a 1992

Senhor João Matogrosso -  Período de 1995 a 1996

Senhora Liliane Arraes - Período de 1997 a 1998

Senhor Jason do Couto -  Período de   1999 a 2000

Senhor Renê de Jesus -  Período de   2001 a 2002

Senhor Francisco Araújo -  Período de  2003 a 2004

Senhor Antonio Brito de Oliveira - Período de 2005 a 2006

Senhor Djalma Mineiro -   Período de    2007 a 2008 e 2009 a 2010

Senhora Mercês Costa - Período de 2011 a 2012

Senhor Adriano Batista do Couto - Período de 2013 a 2014

Senhor Armando Alvino Aragão - Período de 2015 a 2016

Senhor Loredan de Andrade Mello - Período 2017 a 2018 e 2019 a 2020.

LEGISLATURA - 2013 A 2016

Foram eleitos as Senhoras e os Senhores Vereadores:

João Roberto Mendes, João Artur, João Estevam da Silva Neto, Mercês de Jesus Ribeiro Costa, Luiz Carlos da Silva, Loredan de Andrade Mello, Aldo Boaventura, Gerusa Gouveia, Irenilde Pereira Gomes, Adriano Couto, Victor Conde de Oliveira, Almiro Gonçalves, Eládio Farias de Oliveira, Francisco Marcos Alves do Nascimento e Armando Aragão.

LEGISLATURA - 2013 A 2016

Assumiu a Presidência o Senhor Adriano Batista do Couto e posteriormente o Senhor Francisco Armando Alvino Aragão.

LEGISLATURA - 2017 A 2020

Foram eleitos as Senhoras e Senhores Vereadores:

Loredan de Andrade Mello, Raimundo Souza Aguiar, Victor Conde de Oliveira, Isaac Costa da Silva, Roni Emerson Heck, Agnaldo Rosas de Oliveira, Aldo Boaventura, Francisco de Assis da Cunha, Francisco Marcos Alves do Nascimento, Irenilde Pereira Gomes, João Estevam da Silva Neto, João Roberto Mendes, Maria Delza Barros Monteiro, Maria do socorro Rodrigues do Carmo e Waldecir Aranha Maia Junior.

LEGISLATURA 2017 A 2020

Ficando, assim constituída a Mesa Diretora para o 1º biênio 2017/2018:

Presidente: Ver. Dr. Loredan de Andrade Mello

Vice-Presidente: Ver. Raimundo de Sousa Aguiar

1º - Secretário: Ver. Victor Conde de Oliveira

2º - Secretário: Isaac Costa da Silva

3º - Secretário: Roni Emerson Heck

No dia 01/06/2018 – o Vereador Roni Emerson Heck solicitou o afastamento da vereança para assumir a Secretaria Municipal de Educação, assumindo a 3ª Secretaria o Vereador Waldecir Aranha Maia Junior.

No dia 06/06/2018 – tomou posse na vaga de vereador o 1º Suplente Sr. Almiro Gonçalves de Andrade.

De acordo com o Art. 6º do Regimento Interno da Câmara Municipal de Altamira, em 15/12/2018, houve a eleição da Mesa Diretora para o 2º biênio 2019/2020 da Legislatura 2017/2020.

Conforme Emenda Modificativa do Art. 5º do Regimento Interno da Câmara Municipal de Altamira, houve reeleição da Mesa Diretora, com modificação apenas na 1ª e 3ª Secretaria.

Ficando assim constituída a Mesa Diretora para o 2º biênio 2019/2020:

Presidente: Ver. Dr. Loredan de Andrade Mello.

Vice-Presidente: Ver. Raimundo de Sousa Aguiar

1º - Secretário: Waldecir Aranha Maia Junior

2º - Secretário: Isaac Costa da Silva

3º - Secretário: João Roberto Mendes

   Altamira/PA

E assim, os tempos mudaram e o município registra grandes avanços rumo ao progresso, com Vereadores jovens de novas ideais, dão um novo rumo ao destino deste município gigantesco. Sabem da importância de promover a harmonia entre os poderes, estimular a integração nas ações públicas e novos projetos voltados para o futuro de Altamira. A preservação do meio ambiente, os recursos naturais e o turismo, são referência nacional e mundial desse município cheio de encantos.